"Porque a vida não é um conto de fadas e sim, um conto de fatos."

Paz por anseio ou por conveniência?

(É com essa pergunta que você deve começar a ler este post e refletir a resposta a cada frase).

É... Um ano que se finaliza e com ele se vão momentos maravilhosos, bênçãos, pessoas, planos, projetos, frustrações e realizações. É o ciclo da vida, mas para muita gente é só MAIS UM ANO que chega ao fim. Não deveria ser!
Já parou para pensar que um ano são (não exatamente) 365 dias vividos? Se você não fez nada do que planejou ou não conseguiu planejar o que fazer, você ainda teve 5 horas a mais para fazer de seu 2010 o esperado. Foi pouco? Ainda restou mais 49 minutos e 12 segundos para mudar! MUDANÇA! Sabe do que eu me refiro? A uma possível alternativa: mudar. Sejam as atitudes ou conceitos. Se em quase 366 dias não soubemos aproveitar cada instante e fazer o que deveria ser feito, por falta de tempo não foi!
Enquanto a gente não muda você percebe que o Planeta continua em constante órbita elíptica, né? Em 8.760 horas tantas coisas aconteceram, tantas pessoas passaram a desacreditar em seus sonhos, muita gente só queria um ano tranquilo, saudável... “Repleto de paz”.
Começamos em 1º de Janeiro de 2010, o dia considerado 'Dia da Paz Universal' parou o país inteiro com as fortes chuvas e deslizamentos de terra no litoral brasileiro, fazendo várias vítimas. Foi só o primeiro dia do ano que marcou quase 9 mil horas de muita destruição e lágrimas intermináveis.
No mesmo mês uma série de terremotos abalou [sentido conotativo] o mundo, mas quem mais sentiu foram os pobres haitianos que como se não bastassem as mais de 200 mil mortes e 300 mil feridos [sentido denotativo], os estimados 2 milhões de desabrigados estão sendo exterminados pela fome, pela miséria, pela CÓLERA! Uma doença que já havia sido erradicada no século XX em vários países e que só depende da saúde pública e autoridades sanitárias para ser minimizada. Já são quase 4 mil casos notificados e a doença começa a se alastrar para outros países.
Um mês após, outro terremoto. Em escala menor, mas que contabilizou mil vítimas no Chile.
Mas não só de cataclismos ambientais “resiste” o ser humano...
O ano de 2010 também foi marcado por uma onda de violência que não cessa e que vem de anos. Os conflitos ideológicos e/ou territoriais continuam devastando o continente asiático. Para quem acompanha os noticiários percebe que nem é novidade mais os atentados que matam cerca de 20 pessoas DIARIAMENTE, nada muito exato, claro.
Não dá para fazer uma retrospectiva de tudo o que aconteceu em nosso Dois Mil e Dez. Óbvio que momentos alegres aconteceram. Sempre acontecem! Mas alerto para o principal: ausência de paz! Algo que desejamos uns aos outros em toda passagem de ano e de tão desejada, se torna banalizada, pouco disseminada. 
Essas populações, castigadas pela violência e amaldiçoadas pela fúria da natureza, são exemplos notórios de que não dá para permanecer com nossos pensamentos egoístas. Temos obrigação de nos preocuparmos sim! E demonstrar um mínimo de compaixão pelos nossos irmãos de terra. Se você não pode fazer nada de muito concreto, tenha FÉ e interceda por eles.
Paz é uma palavra tão pequena, mas que representa muito. Tanto é que organizações mundiais tentam viabilizá-la, mas é algo que depende de todos nós, é obrigação mútua! Não é a ONU nem prêmios Nobel que vão mudar essa visão de mundo se a espécie humana não fizer por merecer.
Que nesta passagem de ano você possa desejar paz, muita paz, mas reconhecendo a força do desejo sincero desse estado de espírito. Comece a entender a importância dos votos para um próximo ano feliz e menos desumano.
Não seja conveniente, seja proeminente!


 “Tenha um Ano Novo cheio de PAZ. Feliz 2011!” 

6 comentários:

Gui disse...

Adoro seu blog... São posts muito inteligentes que nos colocam pra pensar... Vc sabe que sou seu fã!

Caroline Aleixo disse...

Gracinha! É essa a ideia, Gui. #ThingstoThink

Sou sua fã também!

=***

Anderson disse...

A maior tragédia do ano de 2010, foi você não querer namorar comigo! rs

Beijos!

Caroline Aleixo disse...

kkkkkkk Você sobreviverá! Quem sabe nos próximos anos você não me conquista? ^^ Ao menos pelo bom humor já tá ganhando.

hahahaha

Rafael Ferreira disse...

Que gracinha você. Escrevendo de maneira tão simples, mas tão cheia de conteúdo. É assim que tem de ser, cheia de jornalismo no coração pra deixar os dedinhos frenéticos na hora de digitar. Sim, o ano foi feito de mudanças e reviravoltas, umas tristes, outras felizes, mas o que importa é a sensação de estar em constante mudança. As pessoas que falam "sou assim e não mudo", não ganham terreno, não vislumbram horizontes, apenas o amarrotado umbigo dentro das roupas. E você me ensinou tanta coisa este ano que merece tudo em dobro. =***

@gui_arq disse...

To aguardando ansiosamente por um novo post...

Followers

About me

Minha foto
"Nunca satisfarei a todos e eu nem quero! Os célebres pensadores sempre foram criticados e nem por isso deixaram de contribuir para a inteligência e conhecimento humanos." (Carol Aleixo)